quinta-feira, 11 de março de 2010

Meditemos a Paixão e morte de Jesus


VIA-SACRA

1ª ESTAÇÃO

JESUS É CONDENADO A MORTE

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Pilatos então entregou Jesus para que fosse condenado. (Jo 19,16) Jesus cala-se. Somente quem ama sabe aceitar no silencio a injustiça e a morte.
M. – Livrai-nos Senhor, da covardia que fecha os ouvidos, que cega os olhos, que paralisa as mãos e o coração, que impede de “caminhar juntos”, de lutar pelo bem maior de todos os nossos irmãos.
T. – Senhor tende piedade de nós!
M. - Ó Jesus, que por amor de nós aceitastes, em silencio, o julgamento cruel de Pilatos, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Ele não cometeu pecado.
T. – Nem na sua boca se achou engano.
M. – Ultrajado não replicava com injurias, e atormentado não ameaçava.
T. – Senão que se entregava aquele que julga com justiça.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com Ele seremos glorificados.

CANTO: Com a Cruz é carregado, e do peso acabrunhado, vai morrer por teu amor, vai morrer por teu amor!............................Pela Virgem dolorosa......


2ª ESTAÇÃO

JESUS RECEBE A CRUZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Ele próprio carregava sua cruz. (Jo 19,17) A Cruz é pesada para o corpo de Jesus, mas ele não protesta. Antes recebe-a com amor porque é instrumento de nossa salvação.
M. – Agradecemos, Senhor, este imenso amor, que vos faz acolher a Cruz com alegria e levá-la com coragem. Que vosso exemplo nos inspire. Que todos nós saibamos aceitar a cruz da nossa missão redentora da vida.
T. – Senhor, tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que voluntariamente carregaste sobre vossos ombros a pesada cruz, que os pecados da humanidade vos prepararam, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Ele carregou os nossos pecados em seu corpo sobre o madeiro.
T. – Para que, mortos para o pecado, vivêssemos para justiça; e por suas feridas fomos curados.
M. – Se alguém quiser vir após mim,
T. – Renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com Ele sofremos, com Ele seremos glorificados.
CANTO: Pela Cruz tão oprimido, Cai Jesus desfalecido Pela tua salvação, pela tua salvação.
A morrer crucificado, etc.....


3ª ESTAÇÃO

JESUS CAI PELA PRIMEIRA VEZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Ele tomou sobre si as nossas enfermidades. (Is 53,4) Prostrado, sem forças, Jesus cai sob o peso da cruz. Sem um lamento levanta-se e prossegue.
M. – Pelos esposos infiéis ao seu amor, pelos pais omissos na educação dos filhos.
T. – Levantai-vos Senhor.
M. – Pelos noivos que não encaram com seriedade a missão e a responsabilidade do matrimônio cristão. Pelos jovens caídos nos vícios ou atraídos por filosofias estranhas e enganadoras..
- Por todos os moradores do nosso bairro que hesitam em aceitar o Cristo em sua vida...
T. – Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que exausto caístes pela primeira vez sob o peso da cruz, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
M. – Não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares;
T. – Era desprezado, era a escória da humanidade, o homem das dores, experimentado nos sofrimentos.
L. – Nós o reputávamos um castigado, um homem ferido por Deus e humilhado.
T. – Ele foi castigado por nossos crimes e esmagado por nossas iniqüidades.
M. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: De Maria lacrimosa, no encontro lastimosa. Vê a viva compaixão, vê a viva compaixão.
Pela Virgem dolorosa.......



4ª ESTAÇÃO

JESUS ENCONTRA-SE COM SUA MÃE SANTÍSSIMA

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Uma espada transpassará a tua alma. (Lc 2,35) Mãe e Filho encontram-se no caminho do Calvário, o sofrimento de ambos une-se numa única oferta à vossa majestade, para a salvação eterna de meus irmãos.
M. – Maria de Nazaré, humilde serva e mulher forte, que vosso exemplo nos ilumine: fidelidade ao compromisso assumido, presença ativa e cheia de ternura junto aos necessitados.
T. – Maria mãe das dores, rogai por nós.
M. - Ó Jesus, que com dor profunda encontrastes vossa bendita mãe na via dolorosa, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Uma espada te atravessará a alma,
T. – Para que se descubram os pensamentos de muitos corações.
M. – Forte como a morte é o amor
T. – as torrentes não o poderão extinguir.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Em extremo desmaiado, de Simão é obrigado, aceitar confortação, aceitar confortação..... Pela Virgem dolorosa......





5ª ESTAÇÃO

JESUS É AJUDADO PELO CIRENEU

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Se alguém quiser vir após mim...tome a sua cruz cada dia e siga-me (Lc 9,23)Simão Cireneu volta cansado do trabalho. Os soldados obrigam-no a ajudar Jesus, Deus não nos obriga, convida-nos à salvação. É preciso que eu me decida...
M. –Ó Jesus quisestes precisar de Simão de Cirene para levar a Cruz até o calvário. Queirais precisar de cada um de nós para levar até o fim vossa obra redentora. Libertai-nos do orgulho para que possamos carregar o fardo uns dos outros.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que em tamanha fraqueza vos encontráveis, que Simão Cireneu teve de vos ajudar a carregar a cruz, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Estou inteiramente seguro de que Cristo será glorificado em meu corpo ou pela vida ou pela morte.
T. – pois para mim a vida é Cristo, e a morte, lucro.
M. – Carregai os fardos uns dos outros.
T. – E assim cumprireis a lei de Cristo.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: O seu rosto ensangüentado, por Verônica enxugado, contemplamos com amor, contemplamos com amor... ....................... Pela Virgem dolorosa.........etc...

6ª ESTAÇÃO

VERÔNICA ENXUGA O ROSTO DE JESUS

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares (Is 53,2). Com piedade e amor, Verônica enxuga o rosto de Jesus, suavizando-lhe as marcas da violência e da vulgaridade humana.
M. – Perdão Senhor para o nosso coração atravancado: ninguém encontra nele o vosso amor, Reeducai-o para os gestos gratuitos de carinho, para que a vossa face resplandeça em nós.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que quisestes imprimir o vosso santo rosto no sudário da Verônica, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Os olhos do Senhor contemplam os justos.
T. – Porém seu rosto está contra os que fazem o mal.
M. – Fazei brilhar sobre nós, Senhor, a luz de vossa face.
T. – Concedei-nos vossa intimidade e manifestai-nos a vossa glória.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Outra vez desfalecido, pelas dores abatido, cai em terra o Salvador, cai em terra o Salvador.................. Pela Virgem dolorosa......... etc


7ª ESTAÇÃO

JESUS CAI PELA SEGUNDA VEZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Ele carregou as nossas dores (Is 53,4). Jesus tomou sobre si as nossas misérias, o nosso cansaço. Ele vai a fim de nos dar forças e coragem para não sucumbirmos à tentação.
M. - Dai-nos fé Senhor, para não ver sinais de maldade na pobreza e na miséria de nossos irmãos, mas antes, sinais da vossa presença redentora. Fazei que nossas quedas nos despertem para uma generosidade maior.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que no excesso de vossas dores caístes uma segunda vez em terra, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Mas eu sou um verme, não um homem, o opróbrio dos homens e o rebotalho da plebe.
T. – Todos os que me vêem zombam, descerram os lábios e meneiam a cabeça.
M. – Aprouve ao Senhor esmaga-lo pelo sofrimento.
T. – Para que ele oferecesse sua vida em sacrifício expiatório.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.
CANTO: Das matronas piedosas, de Sião filhas chorosas, é Jesus consolador, é Jesus consolador.
Pela Virgem dolorosa..........etc...



8ª ESTAÇÃO

JESUS ENCONTRA AS SANTAS MULHERES

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Filhas de Jerusalém, não choreis sobre mim, mas chorai sobre vós e sobre vossos filhos (Lc 23,28). Jesus admoesta as piedosas mulheres que se arrependem de seus pecados, porque eles são causa do sofrimento de Cristo.
M. – Senhor que a vossa advertência às filhas de Jerusalém nos oriente também a nós, fazendo-nos compreender que melhor sabe consolar quem melhor sabe sofrer e melhor saber sofrer quem possui a grande paz interior que Cristo possui em grau infinito.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que em meio de vossas dores ainda tivestes compaixão do sofrimento que viria a cair sobre as mães e os filhos do vosso povo, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Não choreis sobre mim.
T. – Chorai antes por vós mesmas e por vossos filhos
M. – Se vale alguma exortação em Cristo, algum conforto de amor, alguma comunicação do Espirito e se há em vós entranhada compaixão.
T. – Completai minha alegria, tendo todos o mesmo pensar, a mesma caridade, o mesmo ânimo, o mesmo sentir.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Terceira vez cai prostrado, pelo peso redobrado, dos pecados e da Cruz, dos pecados e da Cruz................. Pela Virgem dolorosa..........etc...




9ª ESTAÇÃO

JESUS CAI PELA TERCEIRA VEZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Era amaldiçoado e não fazíamos caso dele (Is 53,2). É o peso dos nossos pecados que o faz cair. Ninguém se aproxima para soerguê-lo. Jesus sente a angustia da solidão. Mas levanta-se e prossegue.
M. – Só vós, Senhor, podeis atingir o mal na sua raiz vencendo-o no próprio coração do homem. Pelo vosso Espírito criai em nós um coração novo, um novo amor.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que caístes uma terceira vez sob o peso de nossos pecados nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Acima de minha cabeça elevam-se as iniqüidades dos homens.
T. – Elas me oprimem como um pesado fardo
M. – Se por terdes feito o bem padeceis e o suportais com paciência isto é graça junto de Deus.
T. – Para isto fostes chamados, já que também Cristo padeceu por vós e vos deixou exemplo, para que lhe sigais as pegadas.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Dos vestidos despojados, por verdugos maltratados, eu vos vejo meu Jesus, eu vos vejo meu Jesus................. Pela Virgem dolorosa..........etc...




10ª ESTAÇÃO

JESUS É DESPOJADO DE SUAS VESTES

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Todos os que me vêem zombam de mim (Sal 21,8). Durante a paixão, despojaram-no de tudo: da liberdade, da fama, da atividade, dos amigos, de sua própria mãe! Agora privam-no também das vestes.
M. – Que todos nós, Senhor, sejamos despidos de nossas avarezas, de nosso comodismo e revestidos com os sentimentos de vossa justiça, de vosso amor.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, quisestes suportar o ultimo ultraje dos condenados à morte, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Repartem entre si as minhas vestes.
T. – E sobre a minha túnica lançam sorte.
M. – Mortificai os vossos membros pois vos despojastes do homem velho com todas as suas obras.
T. – E vestistes o novo que vai se renovando em direção ao verdadeiro conhecimento, segundo a imagem de quem o criou.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Sois por mim à Cruz pregado, insultado, blasfemado, com cegueira e com furor, com cegueira e com furor................... Pela Virgem dolorosa..........etc...



11ª ESTAÇÃO

JESUS É PREGADO NA CRUZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Quem sacrifica sua vida por amor de mim salvá-la-á (Lc 9,24). O corpo inteiro se contrai quando os pregos perfuram as mãos e os pés de Jesus. Pregado na cruz, é levantado à vista de todos: Eis o Filho de Deus.
M. – Senhor, ensinai-nos a amar, a amar até ao sacrifício, até a morte. Que a nossa presença, à semelhança da vossa leve luz e esperança a todos os crucificados da vida.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que vos deixastes transpassar com duros cravos nas mãos e nos pés, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Transpassaram minhas mãos e meus pés
T. – Contaram todos os meus ossos.
M. – As raposas tem covis e as aves do céu ninhos,
T. – Mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Meu Jesus por mim morrestes, por meus crimes padecestes, oh! Que grande é minha dor, oh! Que grande é minha dor................. Pela Virgem dolorosa..........etc...





12ª ESTAÇÃO

JESUS MORRE NA CRUZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Ninguém tem maior amor do que aquele que da sua vida por seu amigos (Jo 15,13). Jesus quis entregar sua vida por mim. Antes mesmo que o conhecesse, ele me amou!
M. – Senhor, que o grito de vossa fidelidade suprema e o gemido de vossa oração misericordiosa ecoem dentro de todos nós, convidando-nos para uma generosidade semelhante.
T. - Senhor tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que obediente à vontade do Pai, depois de três horas de agonia, morrestes na cruz pela salvação do mundo, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Tende em vós os mesmos sentimentos de Cristo Jesus,
T. – que embora igual a Deus despojou-se de si mesmo, tomando a condição de servo, feito semelhante aos homens.
M. – Humilhou-se feito obediente até a morte e morte de cruz.
T. – Por isso também Deus o exaltou e lhe outorgou um nome que é sobre todo nome.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Do madeiro vos tiraram, e à mãe vos entregaram, com que dor e compaixão, com que dor e compaixão.................. Pela Virgem dolorosa..........etc...


13ª ESTAÇÃO

JESUS É DESCIDO DA CRUZ

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
M. – Santa Maria T. - Rogai por nós!
Saúde dos enfermos, “
Refúgio dos pecadores “
Consoladora dos aflitos “
Auxílio dos cristãos “
L. – Tudo está consumado (Jo 19,30). Maria Santíssima acolhe amorosamente entre os braços o corpo exâmine de seu divino Filho.
T. – Tende piedade de nós.
M. – Ó Jesus que descido da Cruz fostes colocado nos braços de vossa bendita Mãe, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Ó vós que passais pelo caminho, olhai e julgai,
T. – se existe dor igual a minha dor
M. – Eis aqui a Serva do Senhor
T. – Faça-se em mim segundo a tua palavra.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: No sepulcro vos deixaram, Sepultado vos choraram, magoado o coração, magoado o coração........................................... Pela Virgem dolorosa..........etc..


14ª ESTAÇÃO

JESUS É SEPULTADO

M. – Nós vos adoramos Senhor Jesus e vos bendizemos.
T. – Porque pela vossa Santa Cruz remistes o mundo.
L. – Se o grão de trigo caído na terra não morrer, fica só, se morrer produz muitos frutos. (Jo 12,14). O sacrificio que nos redime está realizado. O autor da vida, porém, vence a morte, para iniciar o reino da verdadeira vida. A imitação de Jesus Cristo, o cristão morre para viver, e renasce para não morrer.
M. – O mundo pode renascer, a vida pode ser reconquistada se cada um de nós viver o Mistério Pascal de Cristo.
Cristo Ressuscitou. Eis o fundamento da nossa fé. Todos nós ressuscitaremos com Ele.
T. - Cristo tende piedade de nós.
M. - Ó Jesus, que quisestes participar do desígnio do sepulcro e três dias permanecer na terra até à manhã da ressurreição, nós vos pedimos:
T. – Tende piedade de nós e de todos os homens.
L. – Se o grão de trigo não cair na terra, ficará só.
T. – Mas se morrer, dará muito fruto
M – Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou
T. – assim também Deus, por Jesus, tomará consigo os que dormiram nele.
L. – Cristo nos amou e se entregou por nós.
T. – Se com ele sofremos, com ele seremos glorificados.

CANTO: Meus Jesus por vossos passos, recebei em Vossos braços, este grande pecador, este grande pecador................... Pela Virgem dolorosa..........etc..

Nenhum comentário:

Postar um comentário