domingo, 30 de agosto de 2009

A VIDA É CHEIA DE BENÇÃOS!



A VIDA É CHEIA DE BENÇÃOS!

Por que você esta

triste? Se a vida é tão bela!

Por que desistir? Se a vida é uma missão criada por Deus!

Por que lágrimas? Se a vida é repleta de bênçãos para sorrirmos!

Por que sentes amarguras? Se a vida é uma nova canção!

Por que sentes ódio? Se a Vida foi feita para amar!

Por que tantas intrigas? Se a vida é Paz!

Por que blasfemar? Se a vida foi feita para orar sem cessar!

Por que mentir? Se a vida é uma verdade!

Por que sentir-se pobre? Se a vida é uma riqueza!

Por que sofrer? Se a vida é superação!

Por que temer? Se a vida é feita de Fé!

Por que fracassos? Se a vida é uma grande vitória!

Por que ofender-se? Se a vida é perdão!

Por que ser infeliz? Se a vida é uma grande felicidade!

Por que problemas? Se a vida é uma grande solução!

Por que trevas? Se DEUS é a fonte Luz!

Amados de Deus!!

Mude seu PORQUE hoje, e não questione, mas use o “PARA QUE” em todas as situações!

Cada dia é um aprendizado e uma etapa, e se Deus permite que vivamos, é para nosso bem e crescimento NEle!!

Confie naquELe que jamais te desampara!!! ELE TE AMAAAAAAAAAAAA!!!!




Aproveite e faça a diferença, pedindo para que os seus amigos se cadastrem no site www.padremarcelorossi.com.br.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Jesus, usa-me....


JESUS

Usa-me sou o teu milagre,
usa-me eu quero te servir,

JESUS

usa-me sou a tua imagem,
usa-me ó filho de Davi....

Andrea Silva

Contrários


Só quem já provou a dor
Quem sofreu, se amargurou
Viu a cruz e a vida em tons reais
Quem no certo procurou
Mas no errado se perdeu
Precisou saber recomeçar

Só quem já perdeu na vida sabe o que é ganhar
Porque encontrou na derrota o motivo para lutar
E assim viu no outono a primavera
Descobriu que é no conflito que a vida faz crescer

Que o verso tem reverso
Que o direito tem avesso
Que o de graça tem seu preço
Que a vida tem contrários
E a saudade é um lugar
Que só chega quem amou
E que o ódio é uma forma tão estranha de amar

Que o perto tem distâncias
Que esquerdo tem direito
Que a resposta tem pergunta
E o problema solução
E que o amor começa aqui
No contrário que há em mim
E a sombra só existe quando brilha alguma luz.

Só quem soube duvidar
Pôde enfim acreditar
Viu sem ver e amou sem aprisionar
Quem no pouco se encontrou
Aprendeu multiplicar
Descobriu o dom de eternizar

Só quem perdoou na vida sabe o que é amar
Porque aprendeu que o amor só é amor
Se já provou alguma dor
E assim viu grandeza na miséria
Descobriu que é no limite
Que o amor pode nascer

Pe. Fábio de Melo

Nossa Senhora de Guadalupe ( Mexico )


Eu me recordo naquela semana que o padre Quevedo ficou conosco nós descobrimos um lado dele que a gente não conhecia, o quanto ele é um homem de oração, nas folguinhas eu o via fazendo suas orações e eu descobri porque o padre Quevedo tem uma percepção do sacrário muito grande e esta evoluindo buscando conhecimento teórico, ele disse que uma das coisas mais bonitas que ele viu na vida é justamente a imagem de Guadalupe, o fenômeno daquela imagem que esta gravada em uma pintura e o mais interessante é que aquelas cores na imagem, aquela tinta, não pertence nem ao reino vegetal, nem animal e nem mineral, naquela imagem ninguém consegue identificar a composição da tinta. Quando a NASA começou a estudar aquele quadro, pra chegar na origem da tinta descobriram que a temperatura daquele quadro oscila 36 graus, temperatura humana de quem esta vivo, isso é um fato e depois quando fotografaram os olhos, descobriram que dentro a pupila dilata quando joga luz nela como se tivesse um olho vivo ali, e o mais interessante é que na retina daquela imagem, porque você sabe que o que você esta enxergando fica na retina, naquele olho existe a imagem de um bispo assustado olhando, imagina isso, Pe. Quevedo conta essa historia e se emociona muito, ele sabe detalhes, se você um dia tiver oportunidade de ouvi-lo ouça a riqueza de detalhes que ele tem como cientifico, como homem que estuda, então são muitos os milagres que existem mas ficamos sem conhece-los e corremos atrás de banalidades de coisas bobas e ridículas.
Pe. Fábio de Melo ( Direção Espiritual 20/08/2009)

Deus nos torna mais iluminados


A característica da maturidade esta em aprender a lidar com a vida que não precisa ser perfeita, que nós temos problemas, mas que ter problemas não significa que somos infelizes por isso, ter problema na vida não é ter vida infeliz, mas é preciso maturidade para conhecer os avessos, nem sempre estamos maduros pra conhecer os avessos, eu muitas vezes preciso de maturidade pra conhecer os avessos dos bastidores. Imaturidade é deixar de crer em Deus porque aquele padre tem defeito, e é por isso que temos que ser maduros para sabermos lidar com os contrários da vida.
Nós vamos morrer, com 80, 90, 100 anos vivendo um processo de aprendizado, porque sempre precisaremos de maturidade para lidar com os contrários da vida, é como um arquiteto que olha a beleza de um prédio construído, ele vai olhar a totalidade da obra, não apenas a porta, pode observar como nós sofremos quando uma pessoa é capaz de julgar a totalidade da sua vida através de um pontinho, ela leu aquilo e acha aquilo de você, e nisso esta a função de Deus em nós, quando vamos ficando serenos nos acontecimentos, quando deixamos de eleger as bobagens como fundamentais, falta de saber eleger o bom da vida como verdadeira causa de alegria e contentamento, ninguém nasceu maduro, nós vamos ficar à medida que a gente se entrega no processo de amadurecer, quando nós começamos abraçar a vida, quando a gente se empenha para polir esse metal que somos nós mas que esta embaçado, é como aquela prata que esta feia, que o tempo foi sujando e quem olha depressa não percebe que é prata, fica sem brilho, opaco, eu lembro lá em casa, minha mãe pegava Kaol e passava nas peças, mas também não foram poucas às vezes que minha mãe passou Kaol na minha cara, na alma da gente, quantas vezes a gente fica apagadinho e de repente você escuta aquela palavra, aquele conselho e ela deu um lustre em você e você voltou a brilhar, e é isso que queremos aqui independente da religião, eu não tenho medo de errar, hoje eu tenho certeza que todo ser humano tem o desejo de brilhar, eu não estou falando do brilho bobo, do palco iluminado, de luzes, estou falando daquele que te leva pra cama com satisfação, tou indo dormir sendo feliz, porque eu sou eu, alegria de ser quem a gente é, que Deus nos coloca numa ajuda extraordinária, pra que a gente não perca tempo sendo um metal apagado, quanto mais a gente amadurece nessa vida, maior será o brilho na nossa casa na nossa família, a pessoa que tem consistência no ser ela precisou ser amadurecida, olhe para a vida dos santos, foram homens e mulheres que buscaram no dia a dia um lustre na alma, descobriram que a vida é também espiritual, não é só matéria, quando nos mergulhamos no desejo de sermos melhores todo o céu esta em festa, e é isso que nós queremos ser melhores, com outra coisa nós não queremos perder tempo, é só isso que a gente quer, alcançar essa santidade que Deus nos oferece, não é um fardo é o contrario, Deus entra na nossa vida pra nos tornar mais Santos, melhorados, mais dinâmicos, mais felizes, mais iluminados, mais ilustrados, tudo que é bom nessa vida.
Pe. Fábio de Melo ( Direção Espiritual 20/08/2009)

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Quando amamos


"Não permita que a vida passe sem que
as pessoas saibam o significado que elas
tem para você."

"Quando amamos,enxergamos o que ainda pode ser."

"Se você prestar atenção você vai ver que as pessoas que mais te perdoaram são as q mais te amam, porque o amor não vive sem o perdão."

"O amor é a capacidade de descobrir no outro o que ele ainda não viu que tem."
(Pe.Fábio de Melo)

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Quem não se ama não sabe amar ninguém


Cuidado para não seguir somente as vaidades. Somos vaidosos, mas não podemos ser levados pela vaidade. Não invente um personagem, seja aquilo que você é. Seja autêntico, assim você provoca autenticidade nas pessoas a seu redor. Procure ser aquilo que Deus o fez. Se você está correndo atrás de porcaria cuidado para não acabar deixando de ser aquilo que Deus fez de você.
Deus acontece plenamente no nosso coração quando nós nos permitimos ser aquilo que somos. A nossa divindade só acontece na participação.
Não seja aquilo que dizem que você é. Parece estranho, mas não podemos dar aquilo que não temos. Se você não descobrir que você é sagrado, você não vai perceber a sacralidade que o outro é!
Quem não se ama não sabe amar ninguém. É uma pessoa ausente de si mesma. Os amores estragados que passaram minou aquilo que se era. Há pessoas que vemos que não têm amor-próprio; mas nós não temos o direito de perder esse amor.
Tome posse do que você é para depois dar-se ao outro.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

A felicidade


"A beleza de um jardim não depende
do tamanho das flores, mas da
variedade de seu colorido;
Assim, a felicidade não depende de
grandes alegrias, mas da
variedade de muiтos e pequenos
momentos felizes que
colhemos ao longo da vida."

(Pe. Fábio de Melo)

sábado, 15 de agosto de 2009

O olhar de Cristo


"Em Jesus, todas as nossas fragilidades encontram repouso.
Nele, o amor é fonte e impera. O olhar de Cristo sobre nossas
fraquezas não é um olhar que nos envergonha, ao
contrário, nos encoraja"
(Fábio de Melo.)

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Hoje Deus está segurando na sua mão...


"As vezes a nossa vida é assim, nós não estamos felizes porque reclamamos dos terrenos baldios que estão do nosso lado. As vezes nós colocamos a culpa da nossa infelicidade nos lugares desertos da nossa existência onde o outro jogou o seu lixo e a gente acaba se acostumando a conviver com esse lixo, quando na verdade o que a gente precisa fazer é tomar a iniciativa de limpar a nossa vida, de limpar aquilo que está do nosso lado para que a gente possa voltar a continuar o dom de ser feliz. Se a gente se acostuma a conviver com o lixo, daqui a pouco a gente já se identifica com ele e a gente não sabe mais viver fora do lixo. Vida espiritual é assim também, se a gente não se cuida,a gente corre o risco de ter uma vida extremamente desagradável e nós vamos vivendo de sentimentos mesquinhos porque a gente se acostumou com eles. Quem sabe hoje Deus está segurando na sua mão para lhe ajudar a olhar os terrenos baldios da sua vida para que você possa transformá-los em jardins."
(Pe. Fábio de Melo).

Decidi ficar com você.....


Você está devagar e com medo.
Alguém segura na sua mão e diz:
"Não se preocupe estarei ao seu lado.
E você fala: "Mas voce não tem que ir? "E ouve:
"Tenho que ir,mas decidi ficar com você.
"Essa pessoa aceitou sua lentidão e não dispensou você.
(Pe.Fábio de Melo)

Religião não é um conjunto de regras


"Religião não é um conjunto de regras, mas é o olhar de Deus fixo em nós, nos oferecendo a vitória. Pra gente chegar a ela basta ter coragem de se erguer, olhar nos olhos daquele que nos ama, desse Jesus que amou a tantos, e passa pela sua vida mais uma vez ou pela primeira, para te convencer que muita coisa precisa ser buscada e que você não precisa ser refém dos medos. E que hoje você pode se transformar numa pessoa nova pela força do olhar de Cristo que nos diz que tudo podemos n'Ele que nos fortalece. Que nós tudo podemos se nossos olhos estiverem fitos n'Ele.

A fraqueza se transforma em força assim. Coloque os seus olhos nos olhos de Jesus. Quando a fé que eu tenho em Deus se revela em mim, eu tudo posso. Mesmo quando tudo parece nublado e o coração só chora.

Esse processo é lento, mas ele chega! Não vamos desistir!

Peça para que Deus lhe dê coragem! Peça ao Espírito Santo!"

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Se aos pés da cruz ficasse, saberia o que é o amor


Se você se aproximasse do meu peito transpassado
Se aos pés da cruz ficasse, saberia o que é o amor
Se o amor que me oferece é tecido de palavras
Eu lhe estendo os meus braços,
mostro em gesto o que é o amor.
(Pe.Fábio de Melo)

Um Pai que ama....


O que me fascina em Jesus não é sua capacidade de ressuscitar os mortos, de curar os cegos, os paralíticos. O que me fascina Nele é sua capacidade e coragem de dizer que Deus é Pai. Um Pai que tem preferência pelos piores homens e mulheres deste mundo. Um Pai que ama os que não merecem ser amados, que abraça os que não merecem ser abraçados e que escolhe os que não merecem ser escolhidos. Um Pai que quebra as regras aos nos desconsertar com seu amor tão surpreendente. Um Pai que não quer se oculpar com os erros que você cometeu até o dia de hoje, porque o amor que Ele tem por você é um amor cheio de futuro. Ele não está preso ao seu passado e a Ele não interessa o que você fez ou deixou de fazer de sua vida. Para Ele o que importa é o que você ainda pode fazer ! ( Padre Fábio de Melo )

A qualidade das nossas relações


"A gente seguir Jesus, é a gente analisar o tempo todo o que é que nós estamos deixando na vida do outro quando a gente passa. Isso traz qualidade às nossas relações, isso faz a gente pensar um pouquinho no nosso jeito de viver. Podemos ser mais concretos ainda, o que você deixou hoje na vida de quem você passou? Basta você pensar...quantas pessoas passaram pelos seus olhos hoje? Com quantas pessoas você conversou? Com quantas pessoas você estabeleceu vínculos? O que é que você deixou na vida daquela pessoa? Como foi que você olhou? Como foi que você falou? O que foi que você falou? De que maneira você falou? Como é que foi a sua atitude? Aí você tem uma matéria-prima bonita para ser trabalhada em Deus. Conversão é isso, é você modificar o seu jeito de ser com os outros, é isso que agrada o coração de Deus - a qualidade das nossas relações, a qualidade e a integridade do nosso coração." (Pe. Fabio de Melo)

Silêncio resposta mais sabia..


"Não diga as coisas com pressa. Mais vale um silêncio certo que uma palavra errada. Demora naquilo que você precisa dizer. Livre-se da pressa de querer dar ordens ao mundo. É mais fácil a gente se arrepender de uma palavra que de um silêncio. Palavra errada, na hora errada, pode se transformar em ferida naquele que disse, e também naquele que ouviu. Em muitos momentos da vida o silêncio é a resposta mais sábia que podemos dar a alguém." (Pe. Fabio de Melo)

Desconcerto que concerta


Odiar é também uma forma de amar. Diferente, mas é. É que o coração humano nem sempre consegue identificar o sentimento que o move. É claro que existem situações em que o ódio é ódio mesmo, mas, em outras, não.

Você já deve ter experimentado isso que estou dizendo. Sobretudo no momento em que foi traído, enganado e até mesmo abandonado. O sentimento foi de revolta e, nela, o amor muda de cor, configura-se diferente. É a mesma coisa que acontece com os animais que se camuflam para sobreviverem às ameaças dos inimigos. O camaleão é sempre camaleão, mesmo que não possamos identificá-lo no seu disfarce. Da mesma forma fazemos nós.

Quando temos o nosso amor traído, ameaçado pelo descaso do outro, nós nos revestimos de ódio e ressentimentos. Mas a fonte é sempre o amor. Ele é o referencial de onde parte a nossa reação. Nem sempre temos coragem de assumir isso. A traição nos trava para a misericórdia. E, então, sentimos necessidade de devolver a ofensa com a mesma moeda.

Por isso, dizemos que odiamos. Mas só o dizemos, porque o que nos falta é coragem para dizer que amamos.

Camuflados e infelizes

Camuflar é o recurso que usamos com o objetivo de nos justificarmos diante dos outros. É uma forma que temos de nos sentir menos humilhados. Não raras vezes, dizer que temos ódio é uma maneira de tentar dar a volta por cima. Estranho isso, mas acontece.
Talvez seja por isso que as pessoas andam tão distantes dos seus verdadeiros sentimentos. Tememos a fraqueza. Tememos que o outro nos flagre no sofrimento que a gratuidade do amor nos trouxe. Preferimos assumir uma postura marcada pela agressividade a outra que nos mostrasse em nossa fragilidade.

Nos dias de hoje, cada vez mais, acentua-se a necessidade de ser forte. Mas não há uma fórmula mágica que nos faça chegar à força sem que antes tenhamos provado a fraqueza. E amar é experimentar a fraqueza. É provar o doloroso campo da necessidade, da carência e da fragilidade.

Amar é uma forma de depender, de carecer e de implorar. É uma forma de preenchimento de lacunas, visto que o amor é a melhor forma de complementar os espaços.

Admirável desconcerto

Quem ama sabe disso. Quem é amado, também. A gratuidade do amor consiste nisso. Amar quando o outro não merece ser amado. Surpresa maior não há. Ser abraçado no momento em que sabemos não merecer ser perdoados. O amor verdadeiro desconcerta. O perdão e a reconciliação são a prova disso. Somente depois de dizermos infinitas vezes “Eu te perdôo” , é que temos o direito de dizer “ Eu te amo”. Porque, antes do perdão, o que existe é admiração. Esse último sentimento não é o mesmo que amar.

Só amamos aqueles a quem perdoamos. E, geralmente, só odiamos aos que amamos, caso contrário seríamos indiferentes.

Pena que tem sido cada vez mais difícil declarar amor no momento em que o outro não merece. Não temos coragem de tomar essa atitude, porque ela é chamada de fraqueza, coração mole. E, por medo de sermos vistos assim, camuflamos o amor com as roupas do ódio.

Perdemos a oportunidade de atualizar a gratuidade do amor de Deus na precariedade do amor humano e de surpreender o outro com nosso gesto já transformado pela graça divina.

Na sua vida, não tenha medo de ser fraco, já que a fraqueza representa capacidade de amar. Quando o outro, pelas mais diversas razões esperar pelo seu ódio, surpreenda-o com o seu amor.

Desconcerte-o e, assim, você ajudará a consertar o mundo.

(Pe. Fábio de Melo)

sábado, 8 de agosto de 2009

Não desista do amor nao desista de amar...


Eu sei que é difícil esperar
Mas Deus tem um tempo pra agir e pra curar
Só é preciso confiar

Se a cruz lhe pesa
Não é pra se entregar
mas pra se aprender amar
Como alguém que não desiste

A dor faz parte do cultivo desta fé
E só quem sabe o que se quer
Quem luta para conseguir ser feliz

Não desista do amor, não desista de amar
Não se entregue a dor porque ela um dia vai passar
Se a cruz lhe pesou e quer se entregar
Tal como Cirineu, Cristo vai lhe ajudar

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

"Erga-te! Deus te fez um vencedor!!!!


"Só quem está preso em Deus
Pode estar solto no mundo"

'Nada do teu passado pode ser maior do que a força do futuro de Deus'

“Não conseguiremos sobreviver se não tivermos fé! Não seja vítima de sua vida. Esteja munido de forças humanas, psíquicas e espirituais. Fortalecei-nos no Senhor!
Assim, no momento em que a vida parecer insuportável, você terá como resistir.”

“O mais importante não é o que eu faço para Deus, mas o que Deus modifica em mim quando eu faço algo por Ele.”

"Erga-te !Deus te fez um vencedor!
Transforme sua areia em pérola!
Quem tem fé não tem medo!

"O grande segredo da vida é viver o dia
Amanhã não sei o que vai ser, melhor viver agora.
A vida passa tão depressa, semelhante ao vento
Não espere para amar depois
Talvez não dê mais tempo"

“Amar requer cuidado, requer conquista diária e luta constante, para que o motivo que nos fez entrar pela porta da frente, não venha nos expulsar pela porta dos fundos."

Eu digo mais uma vez:

"Erga-te !Deus te fez um vencedor!
Transforme sua areia em pérola!
Quem tem fé não tem medo!

O desafio de ser pessoa


'O desafio de ser pessoa'. O termo 'pessoa' sempre foi muito usado, principalmente pelos gregos. 'Pessoa', no contexto grego, significa a máscara que o ator usava para interpretar no teatro.

Eu tenho que ser eu. Uma pessoa só pode ser pessoa, se ela é dona de si. Nós temos que tomar posse do que somos. Quantas coisas você possui e ainda não tomou posse? O amor é a capacidade de descobrir no outro o que ele ainda não viu que tem. É como se você tivesse uma grande propriedade e não tivesse a capacidade de andar por ela para demarcá-la, e não a conhece na totalidade. Mas aos poucos vai sendo dono daquilo que já é seu.

Ser pessoa é ser dono de você mesmo, e saber lidar com seu jeito de ser, de amar, de sentir, de pensar, de ter suas limitações e saber o que você pode. Quantas vezes você se dispôs a ser o que não era, dizendo 'sim' onde era para dizer 'não'? Você não teve consciência do que não podia. É o que Jesus sempre fez com as pessoas. Fazendo-as tomarem posse do próprio território, de si mesmas. 'Eu sou dono de mim, e não abro mão'.

Quem é o 'prefeito' de sua 'cidade'? Tenha coragem de dizer aos inimigos: 'Aqui nesta cidade tem prefeito (eu), e aqui não tem lugar para os bandidos. Eu não abro mão do meu território'. E é aqui que Deus trabalha em nós para celebrar a Eucaristia, é para Deus que nos entregamos de novo. Eu sou pessoa, e me recebo de Deus o tempo todo. E Ele diz: "Cuide do que você é. Você não tem o direito de deixar as pessoas lhe roubar". E tem pessoas que te 'devolvem'. A experiência com Deus sempre diz: "Eu lhe devolvo".

Não tenha preguiça de conhecer seu 'território' e saber quem você é realmente. O total desconhecimento de si, não pode acontecer. A pessoa que não é 'pessoa', não tem assunto e sabe tudo o que acontece na vida do outro, mas não sabe de si mesma.

As pessoas que vivem preocupadas com as novelas da vida, se desgastam com pessoas que nem conhecem. Não é fácil compreender o território humano. Se investigar e conhecer o 'porquê' de algumas reações, o 'porquê' aquela raiva foi tão grande naquela hora, o 'porquê' eu explodi com aquela pessoa... É descobrir o 'porque' do afeto que tenho dentro de mim. Você deixa de ser explosiva demais quando toma posse do que é. Tudo isso porque você está em processo de construção. Deveríamos estar com placas dizendo: 'Estamos em obra, cuidado!' É o seu processo de 'feitura' de ser pessoa.

'Não tenha preguiça de conhecer seu ‘território’ e saber quem você é realmente'

Enquanto você viver haverá partes deste 'território' para conhecer. Tantas coisas nos foram entregues, mas se elas não vêm à tona, e nem as investigarmos, tudo o que temos dentro de nós fica sem uso. Quanta coisa preciosa você tem dentro de você e não sabe por quê fica só na superficialidade do conhecimento de si? Quando é que você sabe que uma pessoa se ama? Você só sabe que ela se ama quando ela se cuida, quando tem disciplina.

Que você não morra com seus valores ‘engavetados’, pois Deus lhe dá talentos para que você os use, e não para deixar guardado.

'Eu sou um dom de Deus'. Todos os dias há alguma coisa para você ir atrás e descobrir. Você se recebe de Deus, Ele que me deu esta obra todos os dias. Temos que ser bom naquilo que a gente faz para nos colocarmos à serviço dos que necessitam. Uma pessoa só é pessoa quando se disponibiliza aos outros. Aquilo que recebo de Deus coloco à disposição dos outros. E nisso temos a integração de uma personalidade saudável.

Ser pessoa não é só contemplar o que sou e tenho de melhor, mas ser pessoa é descobrir e cultivar o que tenho de melhor para que outros sejam beneficiados. Como Jesus fazia o tempo todo em sua capacidade de se doar e ensinar, é preciso se doar também. É necessário tomar cuidado para outra pessoa não tomar posse do que você é, pois a partir daí você não terá mais domínio sobre o que é seu. Se não sou capaz de tomar conta de mim, perco meus talentos e não me possuo mais. Quantas vezes você foi machucado nesta vida e pessoas lhe roubaram? Quando não me possuo, tenho dificuldade de ser para o outro, e corro o risco de não ser o que devo ser.

Estabeleça o seu limite. Seja firme!

(Acampamento da Cura e Libertação dos Afetos e Emoções - Transcrição: Eliziane Alves)

domingo, 2 de agosto de 2009

Oração Ecumênica



"Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.
E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.
Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim."

Joao 17,21-23

ORAÇÃO ECUMÊNICA

Pai de Infinita Bondade, enquanto na Terra os homens discutem quanto o que venha ser as Vossas Verdades, defendendo assim seus príncipios de fé, venho Senhor rogar que acima de qualquer definição do que impossível me parece definir, que me conceda o discernimento, quanto ao que venha ser bom ou ruim.
Que eu compreenda Pai, que independente do que há para além dessa vida, que o mais importante
é o que tenho realizado nessa existência.
Me faz lembrar sempre Senhor, que Jesus pediu
que transformasse o coração num recanto de adoração,
onde o Senhor fosse adorado em Espírito e Verdade.
Me faz recordar sempre Senhor, o Mestre indicando ao jovem curioso de como entrar na vida,
ao contar-lhe a parábola do Samaritano, onde ele deixa claro que para se entrar na verdadeira vida
é imprescíndivel uma única coisa: o Amor, esse amor incondional que não vê raça, nacionalidade, classe social... Esse amor que tudo liberta.
Até quando Senhor, na tola pretenção de defender Vossas Verdades que mal conhecemos,
ficaremos em lutas, quando não polêmicas que geram a separatividade, a guerra que extermina vidas?
Porque Senhor tantos "ismos", conceitos divergentes se Nosso Amado Mestre simplificou tudo
no Amai-vos uns aos outros como eu vos amei?
Deus, tende compaixão de nós, esses pequeninos seres da Terra que ainda não aprendemos a amar,
pois poderemos louvar Vosso Nome, ofertar em Vosso Nome, e até ajudar em Vosso Nome,
mas se não tivermos amor no coração em nada tiraremos proveito.
Ensina-nos Senhor das vidas a respeitar nossos semelhantes em suas escolhas,
liberta-nos do preconceito que nos distancia uns dos outros, e dá-nos a Luz definitiva,
para chegarmos a plenitude do Amor, pois Vós Sois Amor, e sendo Vós amor,
só o amor conduzir-nos-à a Tua Vida Gloriosa!
Amém!


Samuel de Almeida